Delegado Waldir afirma que PT o procurou para aliança

Waldir Soares tem o recorde de votos para deputado em Goiás, com 274.625 em 2014 (Foto: Carlito Fernandes)
Waldir Soares tem o recorde de votos para deputado
em Goiás, com 274.625 em 2014 (Foto: Carlito Fernandes)

Durante reunião da executiva do diretório Metropolitano do PSDB na noite da última segunda-feira (11/1), o deputado federal Delegado Wadir Soares revelou que foi procurado pelo PT para compor chapa à eleição de 2016.

De acordo com o parlamentar, um líder do Partido dos Trabalhadores o teria procurado para que fosse estabelecida uma aliança em que concorreriam à prefeitura goianiense Waldir e um vice petista.

Entre os quatro pré-candidatos tucanos ao Executivo municipal (os outros são os deputados federais Giuseppe Vecci e Fábio Sousa e o vereador Anselmo Pereira), Waldir já afirmou em entrevista ao Folha Z que considerava sair do PSDB para disputar as eleições caso não encontrasse espaço dentro do partido para sua candidatura.

LEIA MAIS: “O PSDB não gosta de mim, eles me engolem”, diz o deputado federal Delegado Waldir

Durante o evento, no entanto, ele afirmou que não pretende deixar o PSDB. “Conversei muito com o PMB [Partido da Mulher Brasileira], me ofereceram 90 mil reais de fundo partidário e toda a estrutura para a disputa. Delegado Waldir foi para o PMB? Foi para a Rede [Sustentabilidade]? Não”, disse.

Prévias

Durante a reunião da executiva do diretório Metropolitano peessedebista também foi estabelecido o adiamento das prévias que vão determinar o candidato do PSDB às eleições de 2016 em Goiânia.

LEIA MAIS: Para Anselmo, Vecci precisa se explicar: ‘Eu o elegi para ser deputado federal. De repente, em menos de um ano, ele resolve ser prefeito de Goiânia’

Comentários do Facebook