Presidente da CPI que investiga irregularidades da Enel em Goiás, o deputado estadual Henrique Arantes (MDB) quer juntar denúncias contra a empresa para inquérito | Foto: Montagem
Presidente da CPI que investiga irregularidades da Enel em Goiás, o deputado estadual Henrique Arantes (MDB) quer juntar denúncias contra a empresa para inquérito | Foto: Montagem

O deputado estadual Henrique Arantes (MDB) quer juntar denúncias de cidadãos contra a Enel para reforçar um inquérito policial contra a empresa.

Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades no fornecimento de energia elétrica, ele gravou um vídeo com orientações sobre denúncias contra a Enel.

De acordo com Arantes, o consumidor que acreditar que foi alvo de “cobrança excessiva”, com o dobro ou triplo do valor pago de costume na conta de energia, deve procurar uma delegacia de polícia.

Na sequência, o deputado orienta que uma cópia da denúncia seja encaminhada ao email da CPI ([email protected]).

O mesmo procedimento, segundo Arantes, deve ser feito em relação à retirada do padrão de energia realizada pela empresa sem a presença do consumidor.

“Vamos encaminhar tudo ao Comando Geral da Polícia Civil do Estado e pedir que eles abram um inquérito policial para investigar a Enel. Acreditamos que eles estão cometendo um crime contra a população de Goiás”, afirmou o parlamentar.

Veja no vídeo:

Governo de Goiás multa Enel em R$ 62 milhões


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook