Eduardo Suplicy é carregado por policiais ao protestar contra reintegração de posse em São Paulo

Eduardo Suplicy é carregado por quatro policiais após ser detido em uma manifestação | Foto: Reprodução / Rádio Bandeirantes
Eduardo Suplicy é carregado por quatro policiais após ser detido em uma manifestação | Foto: Reprodução / Rádio Bandeirantes

O ex-senador do PT Eduardo Suplicy foi levado por quatro policiais durante um protesto contra reintegração de posse de uma área na zona oeste da cidade de São Paulo. Suplicy apoiava as famílias que manifestavam no local contra a ordem de despejo na ocupação Terra Pelada, no Jardim Raposo Tavares.

Eduardo Suplicy foi levado para o 75º Distrito Policial, no Jardim Arpoador. Durante a manhã, houve confronto entre a Polícia Militar (PM) e os manifestantes. Os manifestantes jogaram rojões e pedras contra a polícia, que revidou com bombas de efeito moral.

Desde o início da madrugada, os manifestantes protestavam. O grupo fez barricadas e ateou fogo em pneus, além de tentar queimar um ônibus. A PM afirma que houve troca de tiros e que um policial foi atingido no colete de proteção. O homem não sofreu ferimentos graves.

publicidade

LEIA MAIS: Bruno ganha força para ser o candidato. Daniel diz não a Goiânia.

Risco de tragédia na região

A Rua José Porfírio de Souza, 892, no Jardim Raposo Tavares, pertence à prefeitura de São Paulo. De acordo com a decisão da Justiça, emitida pela 9ª Câmara de Direito Público, o local apresenta grande risco de deslizamento, por ser região de encostas.

A Defesa Civil avaliou que as moradias precárias do local aumentam os riscos de desabamentos e inclusive incêndios. “Há ainda muito lixo e entulho no local, bem como árvores queimadas e visível dano ambiental”, informa.

Veja abaixo o momento em que Suplicy é levado por policiais: