José Eliton (PSDB) e Daniel Vilela (MDB) precisam trabalhar para não perderem para Ronaldo Caiado (DEM) já no primeiro turno | Foto: Reprodução
José Eliton (PSDB) e Daniel Vilela (MDB) precisam trabalhar para não perderem para Ronaldo Caiado (DEM) já no primeiro turno | Foto: Reprodução

Adversários do senador Ronaldo Caiado (DEM) temem que ele seja eleito governador de Goiás ainda no primeiro turno.

O parlamentar tem o dobro das intenções de voto dos outros dois candidatos majoritários somados na disputa pelo Governo de Goiás.

Isso foi o que mostrou a terceira rodada da pesquisa Serpes/O Popular divulgada no último domingo, 12.

Tratou-se do primeiro levantamento estimulado após a oficialização das candidaturas.

Emancipação Aparecida 300×250

Na pesquisa, Caiado aparece na liderança, com 39,8% das intenções de voto.

O atual governador, José Eliton (PSDB), é o segundo, com 9,9%. Já o deputado federal Daniel Vilela (MDB) apresenta 8,6% de intenções.

Ou seja, somando-se os números de Eliton e Vilela (que estão tecnicamente empatados), não é possível obter nem a metade do resultado de Caiado.

O levantamento ainda apontou que Kátia Maria (PT) tem 2,9%, Weslei Garcia (PSOL) tem 2% e Marcelo Lira (PCB) tem 0,9%.

Infográfico: Folha Z
Infográfico: Folha Z

Análise

Os número apontam chances reais de que a eleição seja decidida sem necessidade de segundo turno.

De acordo com a análise da jornalista especializada em política Cileide Alves, os outros candidatos terão que gastar a sola do sapato para evitar que o senador do DEM saia vitorioso logo no primeiro turno.

Caso a votação fosse neste momento, Caiado teria 63% dos votos válidos, que são a soma de votos de todos os candidatos.

Para evitar esse cenário, segundo Cileide, José Eliton tem que trabalhar para chegar aos 20%.

Isso significa que ele terá que dobrar suas intenções de voto neste curto período até o pleito.

Jornalista Cileide Alves | Foto: Reprodução
Jornalista Cileide Alves | Foto: Reprodução

Alcides Rodrigues

A jornalista ainda lembrou que a situação de Eliton é pior do que a de Alcides Rodrigues, que alcançou o feito que agora o governador tenta repetir: se eleger após ser vice de Marconi Perillo (PSDB).

Em agosto de 2006, Alcides já tinha 20% das intenções de voto.

Com esse resultado, conseguiu levar a disputa para o segundo turno, quando acabou vencendo Maguito Vilela (MDB) ao receber 57,14% dos votos.

E além do próprio desempenho, Eliton terá que contar com um crescimento dos seus adversários.

“José Éliton terá ainda de torcer (e não será surpresa se ele ajudar indiretamente) para Daniel Vilela chegar a pelo menos 15% das intenções de voto e Kátia Maria, a 5%”, escreveu Cileide.

Mais pesquisas

A próxima pequisa a tratar do tema das eleições para o Governo de Goiás será a do Ibope.

Ela foi contratada pela TV Anhanguera e registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no dia 11 de agosto.

Como a legislação eleitoral exige 5 dias úteis entre o registro e a divulgação, a pesquisa poderá ser divulgada a partir da próxima sexta-feira, 17.


Quer receber notícias dos bastidores da política?

Você está convidado a fazer parte de um grupo altamente bem informado sobre os rumos do Estado de Goiás.

Mande uma mensagem para o Whatsapp do Folha Z e se cadastre para ter as matérias especiais do Folha Z direto do seu celular!

É só adicionar o telefone do jornal à sua agenda e mandar o seu nome e a seguinte mensagem: “quero notícias da política de Goiás”.