Eleições 2018: as funções de cada cargo político

Confira os cargos e as funções de brasileiros que serão eleitos no próximo mês de outubro

Urnas eletrônicas brasileiras (funções de cada cargo político)
A possibilidade de ir às urnas e escolher os candidatos que mais satisfazem as visões de mundo do eleitor é uma das maiores dádivas presentes em um sistema democrático.

No Brasil, a cada dois anos, os brasileiros se dirigem aos postos eleitorais para darem mais um voto de confiança aos políticos.

Depois das eleições para prefeitos e vereadores, após um biênio, há a escolha do presidente, o governador do estado, senador e deputados — estaduais e federais.

Para o pleito federal deste ano, que terá a realização do primeiro turno no dia 7 de outubro, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) estima que mais de 147 milhões de brasileiros estão permitidos a votar.

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

De acordo com o órgão, as eleições acontecerão em 5570 municípios e em 171 localidades no exterior. Uma novidade fica por conta do cadastro biométrico, que começou recentemente a ser habilitado em algumas regiões do país e irá contemplar, ainda de acordo com o TSE, mais de 87 milhões de eleitores em outubro deste ano.

É evidente, no entanto, que o voto não é um fim, mas um meio democrático; não deve-se apenas escolher uma dezena, digitá-la na urna eletrônica e apertar o botão verde “confirma”.

É preciso colher o máximo de informações sobre o candidato, confrontá-las com os ideais e opiniões pessoais, e então votar. Após isso feito, é mais do que necessário acompanhar, caso eleito, a vida política desse indivíduo, além de cobrá-lo pelos deslizes cometidos, é claro.

O processo de escolha pode se tornar mais nítido quando sabe-se as atribuições de cada tipo de cargo, afinal, não há como cobrar de um Presidente da República (Poder Executivo) que elabore leis (competência do Poder Legislativo).

Alguns conhecimentos, no entanto, não são da ciência de todas as pessoas, o que faz com que a escolha e fiscalização do trabalho do político fiquem comprometidas devido à desinformação.

Confira os cargos e as funções de brasileiros que serão eleitos no próximo mês de outubro:

 Presidente da República: É o chefe de Estado, portanto, autoridade máxima da nação. Tem como funções, dentre tantas outras, conduzir a política econômica, aplicar ou vetar leis que foram previamente aprovadas, decretar execuções de cunho federal, etc.

 Governador: É o chefe do Poder Executivo em caráter estadual. O governador representa seu estado nas relações jurídicas, administrativas e políticas, defendendo o interesse de sua região junto ao presidente, inclusive em questões de segurança às mulheres, por exemplo.

Senador: Parte do Poder Legislativo, os senadores deliberam questões como Economia e Segurança, com debates mais profundos em torno de projetos de lei e emendas constitucionais, por exemplo.

Deputado Federal: A função básica é legislar, ou seja, criar leis que acatem as necessidades da população; é de sua competência propor, discutir e votar nas leis postas em plenário.

 Deputado Estadual: Membro do Poder Legislativo, sua função também é legislar, cabendo a ele propor ou alterar projetos de lei que satisfaçam, a princípio, a população, desde que não vá de encontro a normas municipais e federais.


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)