Goiânia elege a primeira deputada estadual do PT

Em entrevista ao repórter Marco Faleiro, do Folha Z, a delegada Adriana Accorsi disse não ter pretensão de se candidatar à prefeitura da capital em 2016. No entanto, Adriana admite estar à disposição do partido e também das vontades da população goianiense. Um dos seus ídolos pessoais é o senador por São Paulo Eduardo Suplicy

Por Marco Faleiro

Eleita deputada estadual no pleito de 2014, os números de Adriana Accorsi impressionam. A delegada teve 44.424 votos, sendo a quinta mais bem votada de todo o Estado. Além de ser a candidata que obteve mais votos pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Adriana também é pioneira: será a primeira deputada estadual em Goiás do partido.

Depois da posse em janeiro do ano que vem, a delegada da Polícia Civil pretende montar um gabinete itinerante que passe por várias regiões do Estado de tempos em tempos. Ela pretende iniciar este projeto pelo Bairro Jardim América. Para ela, um dos grandes problemas dos políticos é o distanciamento entre eles e o povo, o que gera muita desconfiança. “Tem candidato que só vai ao interior em época de campanha”, disse.

Entre as primeiras demandas da delegada está a valorização do profissional da segurança, com melhoria de salários e construção de várias novas delegacias, com espaço adequado e entrada diferenciada para vítimas e autores
Entre as primeiras demandas da delegada está a valorização do profissional da segurança, com melhoria de salários e construção de várias novas delegacias, com espaço adequado e entrada diferenciada para vítimas e autores

Propostas

Com mais de 30 mil votos só em Goiânia, Accorsi foi a segunda colocada na capital. Mas ela ressalta que todas essas estatísticas só aumentam as responsabilidades que terá com os eleitores. E a vontade de melhorar a segurança pública em Goiás não é só da boca para fora. Adriana tem propostas concretas para otimizar o trabalho das polícias e evitar que os jovens entrem no crime.

Entre as primeiras demandas da delegada está a valorização do profissional da segurança, com melhoria de salários e construção de várias novas delegacias, com espaço adequado e entrada diferenciada para vítimas e autores. Além disso, ela propõe a abertura de concurso público para peritos técnicos. A delegada destacou que vai lutar também pela defesa das mulheres e a aplicação integral da Lei Maria da Penha.

Delegado Waldir

Mas, para a futura deputada, a única real solução para o combate à violência são as medidas sociais de inclusão e oportunidades para os jovens. Ela sugere a oferta de primeiro emprego para todos os adolescentes que chegarem aos 14 anos, além de palestras e conscientização nas escolas. “Quando o jovem é pego pela primeira vez em conflito com a lei, precisa de amparo do Estado, oportunidade de trabalho e profissionalização”, afirmou.

Adriana se posiciona veementemente contra a redução da maioridade penal e cita que esse é um dos pontos em que discorda do futuro deputado federal delegado Waldir. Segundo ela, o sistema prisional não recupera infratores. E ela destaca, ainda, que os países adeptos da reduzida maioridade penal têm detenções separadas para os menores e o restante da população carcerária: assim como o Brasil já tem.

Porém, não há só discordância entre os dois delegados eleitos para o legislativo. Adriana concorda com Waldir quanto à corrupção na polícia, outro problema a ser combatido.

Eleições 2016

Para ela, todos os votos concedidos a candidatos com propostas na área de segurança refletem pedido de ajuda vindo da população goiana. Mas, apesar de ser o principal nome do PT em Goiás, Adriana Accorsi disse não ter pretensão de se candidatar à prefeitura da capital em 2016.

“Estou honrada com a quantidade de votos que recebi e encantada com as possibilidades de atuação que o cargo de deputada estadual pode me dar”, disse. No entanto, Adriana admite estar à disposição do partido e também das vontades da população goianiense.

(BOX) Perfil

Natural de Itapuranga, Adriana é filha do ex-prefeito de Goiânia Darci Accorsi. A policial civil com uma carreira de 15 anos tem uma filha adolescente e um dos seus ídolos pessoais é o senador por São Paulo Eduardo Suplicy.

Comentários do Facebook