Governador assina decreto para contratação de mil policiais temporários

Simve foi julgado inconstitucional pelo STF
Simve foi julgado inconstitucional pelo STF

O governador Marconi Perillo (PSDB) assinou um decreto que autoriza a contratação de servidores temporários para atuar na Polícia Militar (PM) do Estado.

Serão mil servidores contratados através de um processo seletivo. Eles atuarão apenas na área administrativa.

O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) contesta a decisão e alega que se trata de uma manobra para recontratar os policiais do Serviço de Interesse Militar Voluntário Especial (Simve), demitidos após o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar o programa inconstitucional.

As vagas abertas serão para candidatos com nível fundamental e médio, com salários de R$ 1.019,25 e R$ 1.700,00, respectivamente. Ainda não há data para o início do processo.

Segundo o promotor Fernando Krebs, a situação é irregular. Para ele, é uma forma do governo recontratar os policiais do Simve.

Comentários do Facebook