Governador do Piauí dá emprego para mulher e primo no primeiro escalão do Governo

Wellington Dias (PT) não considera apontar mulher e primo para cargos do Governo como nepotismo
Wellington Dias (PT) não considera apontar mulher e primo para cargos do Governo como nepotismo

Vitorioso no pleito de 2014 para o Governo do Piauí, Wellington Dias (PT) anunciou que sua mulher, a deputada federal Rejane Dias (PT), será a secretária estadual de Educação. E, para piorar, o seu primo Vicente Sobrinho será o presidente da Fundação de Desenvolvimento dos Esportes do Piauí (Fundespi).

Apesar da polêmica gerada pelos anúncios, Wellington não acha que o caso configure nepotismo: “qualquer pessoa do Piauí sabe que a mulher do governador, a deputada Rejane Dias, tem seus méritos e qualidades. Chegou aonde chegou por seus méritos e qualidades. Eu espero a confiança de todos e, com certeza, ela vai se dedicar para fazer um bom trabalho”.

Inclusive, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Piauí, Odeni Jesus da Silva, disse ter gostado da escolha de Rejane Dias para a Secretaria Estadual de Educação por ser mulher. Ela também não se incomoda como o fato de Rejane Dias ser mulher de Wellington Dias e não ser professora.

Comentários do Facebook