Juiz ordena afastamento imediato de vereador da capital

O vereador do Pros responde por peculato e por integrar organização criminosa
O vereador do Pros responde por peculato e por integrar organização criminosa

O vereador Divino Rodrigues (Pros) teve seu mandato cassado esta semana. A determinação foi feita pelo juiz Rogério Carvalho Pinheiro, da 8ª Vara Criminal de Goiânia, pois o político é investigado pela Operação Poltergeist, relacionado à contratação de funcionários fantasmas.

Divino já tinha ordem para sair, mas permanecia no cargo, uma vez que a Câmara não cumpriu a ordem, alegando ter independência para aplicar medidas a seus membros. Se desta vez ele permanecer na função, o presidente da Casa poderá ser punido por crime de desobediência.

Vereador

O vereador do Pros responde por peculato e por integrar organização criminosa. Conforme o juiz está comprovado que o político arrecadou dinheiro público em esquemas e por isso, o afastamento se faz necessário para proteger o patrimônio público.

Contato

Segundo uma funcionária do gabinete de Divino, o vereador não tem ido ao local. Até o momento da publicação desta notícia, o político não havia retornado o contato. O Folha Z mantém o espaço aberto para que ele possa se pronunciar.

Comentários do Facebook