Kajuru: 'É revoltante pagar juízes e dar o cano nos demais servidores'

Para ele, Justiça deveria checar as contas públicas do Estado para saber quem diz a verdade": Eliton ou Caiado

Em suas redes sociais, o senador Jorge Kajuru comentou o atraso do salário de servidores do Estado de Goiás | Foto: Reprodução
Em suas redes sociais, o senador Jorge Kajuru comentou o atraso do salário de servidores do Estado de Goiás | Foto: Reprodução

O senador eleito Jorge Kajuru comentou os problemas financeiros enfrentados por Goiás e pelo governador Ronaldo Caiado (DEM).

Para ele, a Justiça deveria checar as contas públicas do Estado para saber quem diz a verdade”: Eliton ou Caiado.

Isso porque, enquanto o atual governador reclamada da ausência de dinheiro em caixa para quitar a folha salarial de dezembro, o ex-governador rebate, afirmando que deixou recursos em caixa.

Kajuru, porém, acredita na sinceridade do democrata.

“Conheço o Caiado há 35 anos e ele não é homem de mentira. Por que Caiado mentiria que não tem dinheiro? Para prejudicar o servidor?”, indagou.

Kajuru critica empenho de salário do Judiciário e não de demais servidores | Foto: Reprodução
Kajuru critica empenho de salário do Judiciário e não de demais servidores | Foto: Reprodução

Servidores

De acordo com Secretaria da Fazenda, falta pagar R$ 1,42 bi​lhão, referentes ao mês de dezembro, a servidores ativos, inativos e 13º salário.

Servidores de várias áreas já realizaram manifestações para reclamar do atraso e das contas atrasadas.

Em resposta a seguidores que pediram sua ajuda nas redes sociais, Jorge Kajuru disse que não pode fazer nada, apenas dar sugestões ao governador, responsável pela solução do problema.

O senador ainda criticou o ex-governador Marconi Perillo. Segundo Kajuru, Perillo teria entregado o governo nessa situação ao sucessor.

Crise

Trabalhadores do Tribunal de Justiça, do Ministério Público Estadual e dos Tribunais de Contas do Estado e do Município, entre outros, já receberam o salário de dezembro.

Segundo a Secretaria da Fazenda, o pagamento desses servidores só foi possível porque o empenho foi feito pelo governo anterior, ainda em 2018.

O mesmo não foi feito em relação a outros órgãos.

No entanto, o ex-governador José Eliton nega que o fato seja um impedimento para a quitação dos salários.

Agora, a secretária da Fazenda, Cristiane Schimidt, estuda uma maneira de quitar a folha do Executivo até o dia 30 de janeiro e estabeleceu prazo até 10 de fevereiro para os demais servidores.

Faculdades de Goiás são orientadas a não renovar Bolsa Universitária


Acompanhe tudo que acontece em Goiás seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook