Manifestantes se reúnem na Avenida Paulista para pedir impeachment de Dilma

Em minoria, alguns manifestantes defenderam a ditadura militar
Em minoria, alguns manifestantes defenderam a ditadura militar

Entre 5 mil e 6 mil pessoas, segundo a Polícia Militar (PM), concentraram-se no último sábado, 15, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp) onde fecharam todos os sentidos da Avenida Paulista. Eles pediram o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A manifestação foi acompanhada por mais de 500 policiais militares.

Em sua maioria, os manifestantes vestiram camisas nas cores verde e amarelo e seguravam bandeiras do Brasil gritando “fora PT”. A maior parte deles fez uma caminhada pela Avenida Paulista em direção a Praça da Sé.

Cinco trios elétricos foram parados em frente ao Masp e dividiram os manifestantes. Em minoria, alguns manifestantes defenderam a ditadura militar e, em outro grupo, pessoas que se manifestaram contra a ditadura e defendiam a democracia. No entanto, esse grupo que reuniu a maioria dos manifestantes, pediu a anulação das eleições.

A assessoria da Presidência da República informou que não comentaria as manifestações.

(Agência Brasil)

Comentários do Facebook