Ministério Público afirma que Lula é chefe de esquema de desvio de dinheiro

Ministério Público garante que Lula é o "comandante máximo" do crime| Foto: Reprodução
Ministério Público garante que Lula é o “comandante máximo” do crime| Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) disse em denúncia que o petista Luiz Inácio Lula da Silva é o “comandante máximo” do esquema de desvios de dinheiro público na Petrobrás e em outras estatais.

“Hoje, o Ministério Público Federal acusa o senhor Luiz Inácio Lula da Silva como comandante máximo do esquema de corrupção”, disse o coordenador da força-tarefa da Operação Lava-Jato no Paraná, Deltan Martinazzo Dallagnol, ao apresentar denúncia por corrupção e lavagem contra o ex-presidente.

Deltan ressaltou que, dos três contratos da empreiteira OAS com as refinarias de Pernambuco (Rnest) e Paraná (Repar), o ex-presidente obteve R$ 3,79 milhões em propina.  Os recursos foram pagos por meio de mecanismos de lavagem de dinheiro.

publicidade

LEIA MAIS: Fortiori confirma Serpes e aponta Iris e Vanderlan no segundo turno

O petista nega as acusações e afirma que o triplex não lhe pertence. De acordo com Deltan, o esquema tinha objetivos legítimos, a governabilidade e da perpetuação no poder. No entanto, ele usava o método da “propinocracia”. “É o governo regido pelas propinas. A corrupção contamina a finalidade de perpetuação no poder. É o Partido dos Trabalhadores para se perpetuar no poder, mas de modo criminoso”, afirmou.

Acompanhe o Folha Z no Facebook,Instagram e Twitter