Ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em entrevista ao programa Fantástico na noite desse domingo (24), o ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro reclamou da “falta de empenho” do presidente Jair Bolsonaro no combate à corrupção.

“A agenda anticorrupção não teve um impulso por parte do presidente para que fosse implementada”, afirmou.

Para Moro, exemplos disso foram a retirada do Coaf do Ministério da Justiça e as alterações no projeto “anticrime” no Congresso, que não tiveram reação do presidente Jair Bolsonaro.

Questionado sobre sua permanência no governo por 1 ano e meio mesmo com esse desentendimento, Moro afirmou que ainda mantinha esperança de que a agenda contra a corrupção e o crime organizado fosse implementada.

Mas o estopim para o rompimento, segundo o ex-juiz, foi mesmo a tentativa de interferência do presidente na Polícia Federal.

OPINIÃO: Brasil terá que se reinventar para vencer a quebradeira econômica


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook