A secretária municipal de Educação e Cultura, Valéria Pettersen, pode disputar vaga de vereadora em Aparecida no ano que vem.

Ela tem sido incentivada a ser candidata pelo MDB.

Segundo estrategistas de campanha, a secretária tem potencial para alcançar a faixa dos 2 mil votos entre o eleitorado aparecidense.

Além do peso do seu nome, outro ponto positivo para o partido que a abrigar seria o fato de adicionar uma mulher competitiva a sua chapa.

Camila Rosa

Outra auxiliar do prefeito Gustavo Mendanha que pode fazer barulho em 2020 é Camila Rosa (PSD).

Ela disputou as eleições municipais de 2012 pelo PTB e conseguiu 1.633 votos para vereadora.

Além disso, conta com o apoio do secretário de Articulação Política de Aparecida, Tatá Teixeira, uma das figuras mais influentes da política na cidade.

Ele está de volta! Rodrigo Czepak retoma análises em coluna no Folha Z


Quer receber notícias da política de Aparecida?

Você está convidado a fazer parte de um grupo altamente bem informado sobre os rumos da cidade.

É só seguir o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook