Presidente afirma que não há funcionários fantasmas na Comurg

Ormando José Pires, presidente da Comurg
Ormando José Pires, presidente da Comurg

A prefeitura continua com os estudos para tentar reduzir custos e o alvo agora é a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg).

Segundo a Secretaria Municipal de Finanças, o custo atual da companhia é de R$40 milhões mensais. De acordo com o presidente da Comurg, Ormando José Pires, o trabalho de otimização já foi iniciado.

Ormando citou a diminuição no número de diretorias, de dez para seis, a fusão de departamentos, mas também ressaltou que é preciso minimizar as despesas sem perder a qualidade do serviço.

Altos salários e servidores fantasmas

Sobre os altos salários dos servidores, o presidente afirmou que o prefeito Paulo Garcia adotou um teto salarial e ninguém ganha mais do que esse valor estipulado. Já em relação aos funcionários fantasmas, Ormando garantiu que todos foram exonerados.

Por fim, ele declarou que todo setor público sofre influência política, mas que a Comurg é um órgão operacional. “Ela precisa mostrar resultados” finalizou.

Comentários do Facebook