O prêmio de R$ 120 milhões de assessores do PT na Mega-Sena

Servidores do partido fizeram festa e aguçaram o imaginário dos apostadores com a bolada

O Brasil amanheceu nesta quinta-feira, 19, comentando um assunto em especial: o prêmio de R$ 120 milhões da Mega-Sena (concurso 2.189) ganho por servidores da liderança do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados.

O bolão vitorioso – dividido em 49 parcelas de R$ 10 e que rendeu R$ 2,4 milhões a cada um dos participantes – logo foi transformado num rosário de histórias paralelas que contribuem para aumentar as filas nas agências lotéricas.

No mesmo pacote do prêmio acumulado estão reunidos fortuna, política, sorte, conspiração, solidariedade e perseverança. Não há como ficar insensível a tantos ingredientes que movimentam as relações humanas.

Persistência

Até onde vai a persistência na aposta coletiva em concursos acumulados? Algumas funcionárias preferiram não participar – ou não dispunham do valor – mas mesmo assim receberão uma ajuda simbólica dos colegas.

A parcela do bolão já foi de R$ 50, caiu para R$ 10 e mesmo assim, segundo o responsável pela coleta, não era fácil “arrancar” o valor combinado. “O trabalho árduo rendeu frutos”, sorriu.

Concurso 2.189 da Mega-Sena foi ganho por servidores da liderança do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Concurso 2.189 da Mega-Sena foi ganho por servidores da liderança do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A média salarial na liderança do PT varia de R$ 2,5 mil a R$ 4 mil e, para alívio dos participantes, o bolão não abre espaço para parlamentares. “A divisão é mais democrática, impedindo a aquisição de várias cotas por um mesmo participante”, observou outro ganhador.

Esperança

A Caixa Econômica Federal (CEF) também comemora dobrado: a repercussão certamente vai aumentar o volume de apostas nos próximos concursos e a visibilidade dos ganhadores diminui boatos sobre lavagem de dinheiro nas premiações.

Os novos milionários que acertaram as dezenas 04-11-16-22-29 e 33 promoveram uma grande confraternização na Câmara dos Deputados assim que o resultado se tornou público.

Nem eu nem você passamos perto desses números. Por isso a festa não foi completa. Quem sabe no próximo concurso? A esperança é a última que morre. Pra alegria do imaginário popular.

O machismo em seu estado mais radical, estúpido e sanguinário


Acompanhe o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook