Ex-assessor de Marconi quer abandonar política e abrir igreja em Goiânia

Nem católico, nem evangélico: novo projeto 'não terá denominação'

Tayrone di Martino, que tem forte ligação com o Santuário do Divino Pai Eterno de Trindade, pretende abrir igreja em Goiânia | Foto: Reprodução / Facebook
Tayrone di Martino, que tem forte ligação com o Santuário do Divino Pai Eterno de Trindade, pretende abrir igreja em Goiânia | Foto: Reprodução / Facebook

O secretário extraordinário do Governo de Goiás Tayrone di Martino (PSDB) pretende abandonar a política e dedicar-se ao projeto de uma nova igreja em Goiânia.

Ele, que já foi vereador e titular da Secretaria de Estado de Governo (Segov), não disputou as Eleições 2018.

A partir de 2019, Tayrone ficará sem cargo no Executivo após a transição de José Eliton (PSDB) para o governador eleito Ronaldo Caiado (DEM).

Igreja

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

Assim, o novo projeto do secretário é a Igreja Missionaria do Eterno Amor de Cristo.

Ela será instalada no Setor Cândida de Morais, na região Noroeste da capital.

Já há até mesmo um galpão escolhido com esse propósito no bairro, com o qual o ex-vereador tem fortes laços.

E, embora Tayrone tenha história com o padre Robson Oliveira, do Santuário do Divino Pai Eterno de Trindade (GO), sua igreja não será exatamente católica.

Em entrevista ao “Mais Goiás”, o ex-vereador afirmou que o projeto será “um novo plano de evangelização, sem denominação católica ou evangélica”.

Trajetória de Tayrone

Tayrone di Martino foi assessor de imprensa do prefeito Paulo Garcia | Foto: Reprodução
Tayrone di Martino foi assessor de imprensa do prefeito Paulo Garcia | Foto: Reprodução

Tayrone di Martino foi eleito vereador em 2012 pelo PT, após ter sido assessor de imprensa do prefeito Paulo Garcia.

Chegou a ser escolhido como vice na chapa que tinha Antônio Gomide (PT) à frente da disputa pelo Governo de Goiás em 2014.

Mas a situação mudou quando, naquele mesmo ano, foi a votação na Câmara Municipal de Goiânia a proposta de reajuste do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

O jovem vereador se opôs à posição do prefeito e do PT e acabou expulso da sigla.

Após o desligamento do partido, Tayrone se aproximou do PSDB, ao qual eventualmente se filiou.

Em entrevistas, chegou a dizer que se formou em Jornalismo graças ao Bolsa Universitária, programa lançado pelo ex-governador Marconi Perillo.

Após rompimento com o PT, Tayrone filiou-se ao PSDB de Marconi Perillo | Foto: Reprodução
Após rompimento com o PT, Tayrone filiou-se ao PSDB de Marconi Perillo | Foto: Reprodução

A nova relação rendeu a ele chefia de Pastas no governo peessedebista, posição que provavelmente ocupará até o final de 2018.

A partir de 2019, ele afirma não pretender pleitear cargos públicos ou tentar nova eleição para o Legislativo. “Existem muitas formas de se fazer ação social e evangelização”, afirmou.

LEIA MAIS: Tensão na prefeitura: Iris anunciará mudanças


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)