Aldivo Araújo e Hilário Giacomet | Foto: Divulgação
Aldivo Araújo e Hilário Giacomet | Foto: Divulgação

Os vereadores Aldivo Araújo (MDB) e Hilário Giacomet (MDB) foram beneficiados por uma decisão do pleno do Tribunal de Contas dos Municípios de Goiás (TCM-GO).

Ao seguirem o voto do revisor Valcênor Braz, os conselheiros decidiram julgar regulares as contas do exercício de 2003 da Câmara de Aparecida.

Naquele ano, o presidente da Casa era Araújo.

O processo refere-se a diárias concedidas aos vereadores para viagens a Brasília (DF).

De acordo com TCM, os repasses tinham sido considerados irregulares pela análise da unidade técnica.

Porém, em sede de recurso, a defesa dos parlamentares conseguiu reverter a decisão inicial e obter um parecer favorável às contas (aprovadas com ressalvas) e a desconstituição de uma multa de R$ 167.250.

Além deles, Vilmar Mariano (MDB) e Veter Martins (PSD), que à época também era vereador, também foram beneficiados pelo recurso procedente.

LEIA MAIS 👉 Com contas aprovadas, Vilmar e Veter seguem elegíveis


Quer receber notícias da política de Aparecida?

Você está convidado a fazer parte de um grupo altamente bem informado sobre os rumos da cidade.

É só seguir a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook