Prédio do Câmpus da UFG em Aparecida está pronto, mas sem uso

"O anúncio da redução aproximada de 50% no repasse de recursos por parte do Governo Bolsonaro também caiu como uma ducha fria nos planos da UFG"

Sem prédio do câmpus entregue, UFG atua em Aparecida com aulas ministradas em salas de aula da Universidade Estadual de Goiás (UEG) | Foto: Reprodução
Sem prédio do câmpus entregue, UFG atua em Aparecida com aulas ministradas em salas de aula da Universidade Estadual de Goiás (UEG) | Foto: Reprodução

Um prédio no meio do nada

Ao custo de R$ 19 milhões, as novas instalações do Câmpus Aparecida de Goiânia (CAP) da Universidade Federal de Goiás (UFG) estão prontas, à espera dos estudantes.

Mas o roteiro da obra pública no Brasil tem suas peculiaridades. Em qualquer área, e a educação está inserida, o mais fácil é construir. A ocupação correta, com infraestrutura básica, atende pelo nome de detalhe.

Prefeitura de Aparecida de Goiânia e Reitoria da UFG definiram em novembro de 2018, durante evento no local, que a mudança aconteceria no segundo semestre deste ano.

O prédio permanece lá, imponente em seus 7,5 mil m² de área construída na região leste do município. Até o momento, nenhum vestígio da pavimentação asfáltica e implantação dos sistemas de água e energia.

Bolsonaro

O anúncio da redução aproximada de 50% no repasse de recursos por parte do Governo Bolsonaro também caiu como uma ducha fria nos planos da UFG.

Jair Bolsonaro ouvirá seus ministros sobre o projeto de abuso de autoridade, aprovado nesta semana pelo Congresso | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Presidente Jair Bolsonaro | Foto: Agência Brasil

Independente do tamanho das dificuldades, alternativas precisam ser encontradas a curto e médio prazo. Os recursos federais aplicados no novo câmpus, até o momento, merecem esforço redobrado para a solução do impasse.

Atuais e futuros alunos dos cursos de engenharia de produção, engenharia de transportes, geologia e engenharia de materiais aguardam, ansiosos, por uma luz no fundo do prédio.

Ele está de volta! Rodrigo Czepak retoma análises em coluna no Folha Z


Quer receber análises completas da política goiana?

Você está convidado a fazer parte de um grupo altamente bem informado sobre os rumos do Estado.

É só seguir o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook