Vanderlan é o sonho de consumo da oposição para enfrentar Iris

Somente a presença do senador na disputa causa ameaça ao favoritismo do prefeito de Goiânia

Rodrigo Czepak Folha Z
Rodrigo Czepak Folha Z

Ex-prefeito de Senador Canedo, o hoje senador Vanderlan Cardoso (PP) não esconde o desejo de ocupar, novamente, uma cadeira no Executivo.

Seus olhos brilham pelo Governo de Goiás em 2022, mas a boa performance na última disputa pela Prefeitura de Goiânia em 2016 transforma Vanderlan no sonho de consumo da oposição na capital.

Essa realidade ficou ainda mais cristalina após a divulgação da pesquisa de intenção de voto realizada pelo Instituto Serpes entre os dias 21 e 24 de novembro.

Tanto no levantamento espontâneo como no estimulado, Vanderlan é o único nome com musculatura para ameaçar o favoritismo do prefeito Iris Rezende (MDB).

Contratada pela Versa Comunicação Estratégica, a pesquisa ouviu 401 pessoas e tem margem de erro de 5%.

Com opções na cartela, Iris Rezende apresenta 33,2% e Vanderlan 27,2%. O terceiro colocado é Elias Vaz (PSB) com 7,7%.

Já na consulta espontânea, o prefeito alcança 10,7% e o senador 1,5% das intenções de voto. Os demais nomes tiveram índices inexpressivos.

Ser o mais rejeitado (25%) em Goiânia deixou de ser um fantasma para Iris Rezende (60 anos de vida pública) desde a eleição de 2004.

Iris e Vanderlan lideram pesquisa sobre eleição 2020 em Goiânia
Iris e Vanderlan lideram pesquisa sobre eleição 2020 em Goiânia | Foto: Reprodução

Zona de conforto

O x da questão – positiva para o prefeito e negativa para os pretensos adversários – é justamente o índice de 44% de aprovação do governo municipal: 34,9% bom e 9,5% ótimo.

Iris repetiu a exaustiva, porém eficiente, estratégia de espalhar obras pela cidade no 3º ano da administração, de olho nos frutos eleitorais.

Somente 2 pontos podem tirar o prefeito da sua zona de conforto, no caso a busca pela reeleição ainda não admitida.

São eles: ineficácia administrativa na reta final do 4º mandato e a presença de Vanderlan Cardoso na sucessão municipal.

O senador, aliás, será obrigado a elaborar um plano de governo ousado e moderno. Desta vez, sem o fardo do ex-governador Marconi Perillo nas costas.

Eis o único cenário onde é possível acreditar numa disputa eleitoral de “gente grande” em Goiânia.

Pesquisa põe Iris e Vanderlan na liderança para 2020


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook