Veter Martins, Gilson Lessa, Divino Ajax e Tatá Teixeira | Foto: Montagem/FZ
Veter Martins, Gilson Lessa, Divino Ajax e Tatá Teixeira | Foto: Montagem/FZ

As mudanças pelas quais o PSD Aparecida passou nas últimas semanas impactaram a formação da sua chapa de pré-candidatos e da sua direção municipal.

Uma das principais novidades foi a filiação do vice-prefeito Veter Martins.

Com isso, a montagem da comissão partidária ficou dividida entre indicações do vice-prefeito e do secretário municipal de Articulação Política, Tatá Teixeira.

De acordo com fontes ouvidas pela reportagem, foram 4 indicações do Veter e 3 de Tatá.

Entre os nomes sustentados pelo vice-prefeito está o seu chefe de gabinete, Gilson Lessa, que será o secretário-geral da sigla.

A comissão também é composta por Kátia Martins, irmã de Veter.

Na presidência do partido, porém, segue Divino Ajax, que por sua vez tem ligação com Tatá.

Interlocutores também apontam que a boa relação entre Divino e Gilson também foi levada em conta nas decisões.

Chapa

Com o fim do prazo de filiações, a chapa de pré-candidatos do PSD em Aparecida também já está praticamente fechada.

Desde as primeiras reuniões, o acordo foi que o partido não aceitaria vereadores ou secretários na sigla para disputar a eleição.

Assim, de acordo com o presidente Divino Ajax, o partido tem 14 mulheres e 27 homens na sua lista.

O próximo passo será diminuir esse número para 12 e 26, respectivamente, para atender ao requisito de 38 nomes, com no mínimo 30% de candidatas.

Veter age na frente e dá mais um passo na briga pela vice


Quer receber notícias dos bastidores da política de Aparecida? NOSSO NÚMERO MUDOU!

Você está convidado a fazer parte de um grupo altamente bem informado sobre os rumos da cidade!

Basta clicar aqui para ter as matérias especiais da Folha Z direto do seu celular!

Comentários do Facebook