Veter Martins | Foto: Reprodução
Veter Martins | Foto: Reprodução

Antes em isolamento político, Veter Martins está cada vez mais forte em Aparecida de Goiânia.

O vice-prefeito soube reagir à crise que viveu até o início de 2020 e encontrou uma base sólida no seu novo partido, o PSD.

Lá, aproximou-se do senador Vanderlan Cardoso, de quem adquiriu a confiança.

Eles inclusive estiveram juntos em Brasília na 2ª feira (13) e se reuniram com o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, em busca de recursos para a Saúde de Aparecida.

Na viagem, Vanderlan e Veter também discutiram o cenário político local, próximo ponto desta coluna.

Vanderlan Cardoso, Veter Martins e o secretário de Saúde de Aparecida, Alessandro Magalhães, em reunião no Ministério da Saúde | Foto: Reprodução
Vanderlan Cardoso, Veter Martins e o secretário de Saúde de Aparecida, Alessandro Magalhães, em reunião no Ministério da Saúde | Foto: Reprodução

Política

Hoje, Vanderlan Cardoso não é aliado de Ronaldo Caiado (DEM) e tem até o desejo de ser candidato oposicionista a governador em 2022.

Mas, como já aprendeu em carnavais passados que não se faz política sozinho, o senador sabe que precisa de apoio nos municípios.

Dessa maneira, nada melhor do que assegurar um aliado bem posicionado na 2ª maior cidade de Goiás.

E foi justamente ao se tornar homem forte de um senador da República que Veter sacramentou seu nome como vice na chapa de reeleição de Gustavo Mendanha (MDB).

O prefeito, por sua vez, garante o equilíbrio de forças necessário dentro da sua gestão para tentar viabilizar o projeto de 8 anos.

Ainda que um pouco mais distantes, agora em novembro, as eleições já estão aí.

FICOU SABENDO? Salim quer ser candidato mesmo sem apoio do governador


Quer receber notícias da política de Aparecida?

Você está convidado a fazer parte de um grupo altamente bem informado sobre os rumos da cidade.

É só seguir a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook