Veto de Paulo Garcia ao projeto da data-base deve ser mantido. Servidores ameaçam greve

Vereadores da oposição não devem conseguir derrubar o veto do prefeito Paulo Garcia (Foto: Alberto Maia)
Vereadores da oposição não devem conseguir derrubar o veto do prefeito Paulo Garcia (Foto: Alberto Maia)

A manhã desta terça-feira (3) promete ser decisiva e turbulenta no Plenário da Câmara Municipal de Goiânia. Isso porque vereadores da base devem manter o veto do prefeito Paulo Garcia (PT) ao projeto da data-base dos servidores municipais.

A oposição precisa de pelo menos 18 votos para derrubar o veto, mas, até o momento, só tem 15, resultado da boa articulação do prefeito, que está na Espanha e só deve desembarcar em Goiânia na próxima sexta-feira, dia 6.

O projeto da data-base prevê reajuste de 6,28% com retroativo a maio de 2014. Caso o veto seja mantido, os servidores municipais ameaçam uma greve geral.

Comentários do Facebook