A “tropa de choque” do presidente Vilmar Mariano (MDB) trabalhou intensamente durante a sessão desta quarta-feira, 17, para aprovar um projeto milionário na Casa.

Trata-se do Fundo Especial de Reaparelhamento da Câmara de Aparecida (Fercag).

Na linha de frente, exercendo função similar à de praças na Polícia Militar, estavam os vereadores Edilson Ferreira (MDB) e Adilvo Araújo (PPS).

Eles ficaram responsáveis por defender o presidente das duras críticas desferidas por outros parlamentares durante a sessão.

Em qualquer questionamento feito sobre o projeto ou direcionado ao presidente da Câmara, os 2 partiam imediatamente para a defesa.

Semelhança

Para os presentes, a atuação da dupla lembrou a forma como agia o ex-deputado federal Carlos Marun (MDB-MS).

No Congresso, quem ousasse criticar ou denigrir a imagem do ex-presidente Michel Temer era interpelado pelo então deputado.

Ao lado de Temer até o final, Marun não disputou a eleição em 2018 e, hoje, está fora do poder em Brasília.

O capitão de Vilmar

Já o vereador Almeidinha, também do MDB, exercia outra função. Ele atuava como um capitão da tropa de elite do presidente Vilmar.

O parlamentar estava sempre atento aos movimentos dos colegas. Fazia a função de estrategista e articulador.

Câmara aprova fundo milionário e vereador decide abrir ‘Caixa Preta’


Quer receber notícias dos bastidores da política de Aparecida?

Você está convidado a fazer parte de um grupo altamente bem informado sobre os rumos da cidade!

Mande uma mensagem para o Whatsapp do Folha Z e se cadastre para ter as matérias especiais do Folha Z direto do seu celular!

É só adicionar o telefone do jornal à sua agenda e mandar o seu nome e a seguinte mensagem: “quero notícias da política de Aparecida”.

Comentários do Facebook