Votação definitiva do IPTU deve acontecer quarta-feira

IPTU pode ser reajustado em até 25%
IPTU pode ser reajustado em até 25%

A Comissão de Finanças promoveu, na manhã desta segunda-feira (30), audiência pública sobre o projeto do Executivo que trata da revisão da Planta de Valores Imobiliários de Goiânia para 2016.

Na ocasião, o vereador Antônio Uchôa (PSL) detalhou a matéria, frisando que 2,69% dos imóveis serão isentos do pagamento de IPTU/ITU e 77,60% serão corrigidos com base na inflação acumulada no período. “Se levarmos em consideração o desconto de 10% para pagamento à vista, na prática, mais pessoas podem não ter aumento algum”, ressaltou.

Segundo Uchôa, que é presidente da Comissão de Finanças, o aumento de 15% mais a inflação será aplicado em 17,28% dos imóveis, em função da correção no valor venal acima de 40%.

O vereador Denício Trindade (PMDB), relator da matéria, revelou que o projeto será analisado pela Comissão de Finanças amanhã, às 8 horas, e deve ser votado em 2º turno na sessão plenária da próxima quarta-feira (02).

Ele adiantou que ainda pode receber emendas. Denício também argumentou a favor do projeto. “Estamos em um momento de crise, mas precisamos pensar na coletividade”, frisou.

Movimentos contrários

A audiência pública sobre o reajuste do IPTU/ITU contou com a presença de inúmeros representantes de entidades de classe, que se manifestaram contra o projeto.

O diretor da Fecomércio, Maurício Paiva, reforçou que o momento de crise econômica não permite qualquer tipo de aumento. “As empresas estão fechando as portas. A maior franquia que existe hoje em Goiânia é a do aluguel”. E acrescentou que a convenção coletiva dos trabalhadores do comércio decidiu pela reposição salarial de 8%. “Como esse trabalhador vai arcar com reajuste de 25% no IPTU? Ele vai pagar aluguel do próprio imóvel?”, questionou.

Comentários do Facebook