Fazer o cabelo crescer pode não ser uma tarefa tão simples para todos.

Principalmente pelo fato de a taxa de crescimento dos fios ser influenciada por uma combinação de fatores, incluindo a genética e os hábitos.

Após consultar diversos especialistas, que já testaram a maioria dos produtos disponíveis, uma fórmula foi desenvolvido para esse fim.

Pode parecer difícil de acreditar, mas esse artigo vai ter ajudar a finalmente atingir o comprimento dos fios que você tanto sonhou!

Segue a linha:

1 Aprenda a escolher o shampoo certo para seus cabelos
Lavar o cabelo com água fria é importante | Foto: Reprodução

Lave o cabelo com água fria

Dessa primeira dica você provavelmente já ouviu falar.

Lavar o cabelo com água fria ajuda a conservar tanto cabelos em crescimento quanto os já longos.

A temperatura mais baixa ajuda a estruturar a camada externa do fio, assim o protegendo de desidratação e dano pelo calor.

Mesmo que você se banhe com chuveiro quente, o importante mesmo é enxaguar os fios com água fria.

Como se fosse o último passo do banho. Vale a pena!

2 Renomado cabeleireiro Suemar Borba dá dicas sobre como escolher o shampoo certo | Foto: Reprodução / Instagram
Renomado cabeleireiro Suemar Borba dá dicas sobre como escolher o shampoo certo | Foto: Reprodução / Instagram

Quer um cabelo comprido? Então vai ter que contar

Por mais surpreende que soe à primeira vista, mas há uma explicação.

Se você deixar os cabelos crescerem sem corte por meses, as pontas duplas vão se multiplicar e subir pelos fios.

Dessa maneira, o cabelo fragilizado pelas pontas duplas trazem logo consigo a quebra dos fios.

Por isso é importante ir ao salão pelo menos de 3 em 3 meses para cortar as pontas e garantir o crescimento sadio.

3 Prender o cabelo com liguinha causa o temido
Prender o cabelo com liguinha causa o temido “corte químico” | Foto: Pexels

Evite prender o cabelo

O efeito “sinistro” do rabo-de-galo é conhecido entre os cabeleireiros como o “corte químico”.

Isso acontece quando o cabelo se quebra no ponto em que é pressionado pela liga elástica.

Por conseguinte, as famigeradas liguinhas são as vilãs dessa história.

Para evitar esse efeito, é possível prender o cabelo com outros tipos de acessórios que não estrangulem os fios.

4 Toalha na cabeça também pode ser um perigo | Foto: Pexels
Toalha na cabeça também pode ser um perigo | Foto: Pexels

Não enrole a toalha na cabeça

O que pode dar tão errado no simples hábito de enrolar uma toalha na cabeça depois do banho? Tudo!

Os efeitos mais nefastos ocorrem com as toalhas mais felpudas.

E o problema se intensifica quanto mais justa é a amarração da toalha na cabeça.

É aí que os fios ficam presos nas fibras do tecido e se quebram com toda a tensão.

A sugestão, para evitar o problema, é usar uma toalha de microfibra no lugar ou ainda uma blusa mesmo.

5
Fronha de seda é aliada | Foto: Pexels

Durma com uma fronha de seda

Por fim, a dica especial para quem está com muita vontade de ter cabelos longos!

Se você acorda com o cabelo todo bagunçado de manhã, tudo indica que sua fronha de algodão é a culpada.

A recomendação é trocar as fronhas convencionais por outras de um tecido diferente: seda.

Com uma superfície mais lisa e macia, a seda não causará toda a fricção que embaralha os fios.

Consequentemente, você vai conservá-los melhor.

Glutaral: substância usada para alisar cabelo é 10x mais forte que o formol


Quer receber mais informações sobre Saúde e Beleza?

Mande uma mensagem para o Whatsapp do Folha Z e se cadastre para ter as matérias especiais do Folha Z direto do seu celular!

É só adicionar o telefone do jornal à sua agenda e mandar o seu nome e a seguinte mensagem: “quero notícias de saúde”.

Comentários do Facebook