Aparelho pode corrigir outros problemas além da estética? Confira as 7 perguntas e respostas
Aparelho pode corrigir outros problemas além da estética? Confira as 7 perguntas e respostas | Foto: Azamat Zhanisov

Usuários de aparelho para os dentes deixaram de ser a imagem do “nerd” dos filmes da Sessão da Tarde dos anos 1990 e, hoje, o utensílio é visto com cada vez mais frequência entre a população brasileira.

Porém, apesar de ter se tornado comum, o uso de aparelho ainda envolve algumas dúvidas que muita gente tem.

Você sabe se existe uma idade adequada para usar? Ou se o aparelho pode corrigir outros problemas além da estética? E se o seu caso exige cirurgia ao invés da simples correção?

Para responder a esses questionamentos, o Folha Z procurou um especialista no assunto, o cirurgião dentista Fernando Mota.

Confira abaixo tudo o que você precisa saber sobre os aparelhos ortodônticos.

1 Existe um limite de idade para iniciar tratamento ortodôntico?

Não existe um limite de idade. Porém, existem problemas dentários e esqueléticos que são melhor resolvidos segundo uma faixa etária.

2 Quanto mais jovem melhores são os resultados?

Normalmente a resposta do organismo (cicatrização, movimentação ortodôntica, ortopedia dos maxilares) de uma criança ou adolescente é melhor do que um paciente com 50 anos.

3 Qual seria a idade mínima recomendada para o uso do aparelho?

Isso depende do problema que a criança apresentar.

Por exemplo, se for um problema esquelético, ou seja, de crescimento, a idade deve se interver em torno de 6 anos.

Se o exemplo for uma má oclusão que não interfere no crescimento, esse tratamento pode ser um pouco mais tarde.

Existe limite de idade para iniciar tratamento com aparelho? | Foto: Reprodução
Existe limite de idade para iniciar tratamento com aparelho? | Foto: Reprodução

4 A osteoporose pode atrapalhar o tratamento em pessoas mais velhas?

Sim, porém isso não quer dizer que não possa tratar. O ortodontista, junto ao médico, decidirá se é viável ou não o tratamento.

É um exemplo de caso multidisciplinar, ou seja, ortodontista e médico trabalhando juntos para o bem do paciente

5 A correção do alinhamento dos dentes tem outros benefícios para a saúde além da estética?

Com certeza. Lógico que hoje a grande maioria dos pacientes procura tratamento devido à estética, como a falta de um dente.

No entanto, o nosso maior objetivo é dar ao paciente uma oclusão (mordida) com a máxima intercuspidação, ou seja, com o máximo de contatos entre os dentes ao morder.

Isso proporciona uma distribuição correta de forças entre os dentes, fazendo com que cada dente realize o seu papel.

6 Má posição dentária e respiração pela boca podem causar mau hálito?

Com dentes mas posicionados, tortos, a dificuldade do paciente em higienizá-los é maior, fazendo com que acumule placa bacteriana.

Quando a placa se torna tártaro, há inflamação da gengiva, o que pode causar, sim, mau hálito.

Já a respiração bucal pode também levar à halitose.

Isso porque a mucosa fica ressecada, liberando pedaços microscópicos dos quais as bactérias vão se alimentar.

No final desse processo, serão liberados gases derivados do enxofre, que têm o odor desagradável.

7 Quando é que a cirurgia é recomendada ao invés do uso de aparelho?

Nos casos de cirurgias ortognáticas, ou seja, quando o problemas são os ossos e não somente os dentes, deve-se levar em conta o problema inicial, idade do paciente e a balança entre benefícios e malefícios.

Isso deve ser avaliado pelo ortodontista. Ele oferecerá um diagnóstico ao paciente, que será encaminhado a um cirurgião bucomaxilofacial.

O cirurgião e o ortodontista tratarão desse paciente da melhor forma possível, sendo outro caso multidisciplinar.

Escovar os dentes: você está fazendo isso da maneira correta?


Quer receber mais informações sobre Saúde e Beleza?

Mande uma mensagem para o Whatsapp do Folha Z e se cadastre para ter as matérias especiais do Folha Z direto do seu celular!

É só adicionar o telefone do jornal à sua agenda e mandar o seu nome e a seguinte mensagem: “quero notícias de saúde”.

Comentários do Facebook