Anápolis surpreende o Atlético. Viçosa e Bambu complicam a situação da equipe rubro negra

O Galo da Comarca mostrou soberania dentro do Estádio Jonas Duarte e levou a melhor no primeiro confronto de ida das semifinais do Goianão. A equipe foi mais eficiente que o Atlético e venceu por 1 a 0 neste sábado, 16 

O gol do Galo foi marcado pelo atacante Marcelinho, de cabeça, aos 11 minutos do primeiro tempo / Foto: reprodução
O gol do Galo foi marcado pelo atacante Marcelinho, de cabeça, aos 11 minutos do primeiro tempo / Foto: reprodução

O gol do Galo foi marcado pelo atacante Marcelinho, de cabeça, aos 11 minutos do primeiro tempo. O goleiro atleticano Márcio deixou a bola defensável passar para o fundo da rede.  O Atlético, boa parte da partida, ficou perdido em campo.

Os donos da casa não souberam aproveitar e desperdiçaram vários gols. A equipe atleticana mexeu no time, mudou esquema tático, buscou o empate, mas não surtiu efeito. Para complicar ainda mais a situação do Atlético o volante Pedro Bambu e o atacante Júnior Viçosa foram expulsos no segundo tempo por jogadas violentas.

No próximo sábado, 23, ocorre a partida de volta. O  Anápolis tem a vantagem e precisa apenas de um empate no Serra Dourada para conquistar a vaga na decisão. O Atlético precisa vencer por dois gols de diferença. Uma vitória rubro negra por um gol, leva a disputa para decisão por pênaltis.

Wagner afiançou que a equipe atleticana vai chegar na final do Goianão
Wagner afiançou que a equipe atleticana vai chegar na final do Goianão

Para o treinador atleticano, a expulsão de Bambu foi “exagero do juiz”

Após a partida, o treinador do Atlético, Wagner Lopes, falou com a imprensa e afirmou que o cartão vermelho para o volante Pedro Bambu foi exagerado. Segundo o treinador, “um amarelo seria suficiente porque ele não teve a intenção de acertar o adversário”. Sobre a expulsão de Viçosa, Wagner acredita que o jogador errou: “foi um momento de desequilíbrio”

O treinador Rubro Negro reconhece que é difícil vencer o Anápolis em casa ainda mais sem dois jogadores. “Mais da metade do segundo tempo jogamos com nove atletas. Mesmo assim a equipe se destacou pela determinação e, acima de tudo, pela garra”, afirmou. Wagner afiançou que a equipe atleticana vai chegar na final do Goianão.

 

Comentários do Facebook