“Eu voltarei”, afirma Joseph Blatter, presidente afastado da Fifa

Blatter segue afastado
Blatter segue afastado

O suíço Joseph Blatter desafiou a condenação imposta, alertou que o Comitê de Ética não o pode destituir da presidência e insinua que pode impedir a realização da eleição marcada para 26 de fevereiro do próximo ano.

“Eu voltarei”, prometeu após ser suspenso por oito anos pelo Comitê de Ética da Fifa, junto do francês Michel Platini.

O Comitê de Ética, que já havia suspendido Blatter e Platini provisoriamente por 90 dias, puniu os dois em razão de uma suspeita transferência de US$ 2 milhões do suíço ao francês, em 2011. O Ministério Público da Suíça também investiga o caso.

Poucas horas após o anúncio da punição, Blatter concedeu entrevista coletiva. Ao chegar para o evento, o suíço tentou adotar um tom desafiador. Prometeu recorrer da decisão e escolheu realizar o encontro com a imprensa na antiga sede da Fifa, numa espécie de tentativa de mostrar que foi ele quem construiu a entidade.

“Fui traído. Eu ainda sou o presidente, mesmo afastado”, disse o suíço.

Comentários do Facebook