Goiás estuda empréstimo de Ivan, mas goleiro pede “segunda chance”

Ivan foi peça importante na conquista do título goiano, quando defendeu o pênalti que deu o caneco ao Goiás na decisão contra o Anápolis
Ivan foi peça importante na conquista do título goiano, quando defendeu o pênalti que deu o caneco ao Goiás na decisão contra o Anápolis / Foto: Goiás Esporte Clube

O futuro do goleiro Ivan no Goiás é complicado. Embora o jogador de 31 anos tenha contrato com o Verdão até o fim de 2017, ele poderá ser colocado à disposição para empréstimo. O Goiás ainda conta com outros dois arqueiros experientes: Márcio e Renan. Segundo o presidente Sérgio Rassi, Ivan não se comportou bem no segundo semestre quando perdeu a condição de titular.

Situação “insustentável”

Ao todo, o goleiro disputou 15 jogos na temporada, se destacando na final do Campeonato Goiano ao defender pênalti contra o Anápolis – Renan estava machucado. Durante o Brasileirão, Ivan ganhou a vaga de Renan, mas depois perdeu espaço para Márcio. Foi aí que, segundo Sérgio Rassi, a situação passou a ser “insustentável”.

“O Ivan não teve um comportamento adequado. Estava insustentável. Quando foi titular, estava tudo bem. Quando foi para reserva, as coisas mudaram. Não pode ser assim. Tinha de ter fraternidade e aplaudir o companheiro. Houve muita falta de coleguismo, foi uma situação muito ruim”, declarou Sérgio Rassi ao GloboEsporte.com.

Ciclo do goleiro no Goiás

Apesar disso, o ciclo do goleiro no clube pode não ter acabado. Ainda de acordo com o presidente esmeraldino, Ivan estaria disposto a recuperar sua imagem no Goiás. A decisão final será do departamento de futebol.

“Ele (Ivan) me ligou de sua cidade, onde passa férias, e pediu uma segunda chance. Achei louvável esse comportamento. Disse que estava arrependido, que estava muito bem com a família em Goiânia e que queria continuar no clube. Temos de lembrar que ele foi muito importante na disputa de pênaltis na final do Campeonato Goiano. Da minha parte está absolvido, mas precisa falar as mesmas coisas aos diretores e ao elenco. A decisão será do departamento de futebol”, afirmou Rassi.

Goiás 5 x 4 Anápolis – Pênaltis | Em 8 de maio de 2016

*As informações são do site globoesporte.com/goias

Comentários do Facebook