Goleiro Márcio e sua opção espinhosa

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

A identificação do profissional Márcio com o clube do bairro de Campinas continuará atormentando o seu relacionamento diário com as duas torcidas | Foto: reprodução TV Anhanguera

Certo pelo duvidoso

O experiente goleiro Márcio decidiu trocar o Atlético pelo Goiás, o certo pelo duvidoso. Ficou emocionado, agradeceu o respaldo de uma década, mas na cabeça do torcedor rubro-negro o seu maior ídolo optou por dormir com o inimigo. E não existe gratidão que apague a traição explícita, a troca direta de uma casa rival por outra. A identificação do profissional Márcio com o clube do bairro de Campinas continuará atormentando o seu relacionamento diário com as duas torcidas. Algo como se o goleiro Marcos, à época, decidisse trocar o Palmeiras pelo Corinthians.

Desafio marcado pela ousadia

Aos 35 anos, o sergipano Márcio Luiz Silva Lopes Santos Souza já pensa na aposentadoria, é óbvio, mas nem sempre o retorno financeiro pode trazer a tão almejada paz no epílogo da carreira. O novo reforço será capaz de suportar a pressão de uma torcida que, recentemente, não teve a menor paciência com um dos ídolos esmeraldinos de todos os tempos, o ex-goleiro Harlei? Márcio terá pouco tempo e muita desconfiança para contornar adversidades. Pode sair ainda mais forte do desafio ou crucificado pela ousadia. Hoje, está mais para a segunda opção.

 

Comentários do Facebook