Ivan comenta boatos de brigas internas e revela desejo de ficar no Goiás

Ivan foi peça importante na conquista do título goiano, quando defendeu o pênalti que deu o caneco ao Goiás na decisão contra o Anápolis
Ivan quer continuar no Verdão | Foto: Goiás Esporte Clube

Em entrevista à Rádio 730 nesta quinta-feira, 15, o goleiro Ivan revelou que deseja permanecer no Goiás para a temporada de 2017 e comentou sobre problemas que ocorreram nos bastidores do time, principalmente os desentendimentos com os outros goleiros do elenco esmeraldino.

Ivan, que está de férias em Espinosa-MG, considerou “injusta” a forma como foi cobrado no Goiás. “Essa temporada não foi como eu esperava. Tive a oportunidade de defender a camisa 1, mas faltou sequência. Ao meu modo de ver a cobrança feita sobre o meu futebol foi injusta, só perdi dois jogos com a camisa do Goiás. Por algumas circunstâncias fui tirado do time e não escondo que fiquei muito chateado naquele momento”, disse.

O problema é que o Goiás não planeja continuar com os três goleiros que tem à disposição. O diretor de futebol do clube, Harlei Menezes, inclusive já afirmou que pretende se desfazer, por meio de venda, empréstimo ou rescisão, de um ou dois entre Ivan, Renan e Márcio.

LEIA MAIS: Atlético tem melhor média de público entre goianos e Goiás é só quarto

No entanto, Ivan, de 31 anos, disse que não aceitaria jogar por empréstimo a outro clube tendo salários pagos pelo Goiás: “Desejo ajudar esse time no retorno para Série A, que é o lugar de onde não deveríamos ter saído. Meu intuito é permanecer no Goiás, não estou procurando outra equipe, tenho contrato e devo muito ao clube ainda. Quero ajudar a equipe na busca por seus objetivos, hoje a minha cabeça está voltada para se apresentar no dia 4. Já iniciei a pré-temporada e espero brigar de igual para igual com todos os companheiros da posição”, declarou.

Desentendimentos

Além do desempenho baixo dos camisas 1 esmeraldinos, existem também boatos de que houve discussões e desentendimento entre os goleiros. O que Ivan nega.

“Tenho um ótimo relacionamento com o Márcio. É um grande profissional, agradeço muito a ele pelas conversas que me ajudaram demais nessa fase. Conheço ele há vários anos. Já a minha relação com o Renan é apenas profissional, não somos amigos, mas nos respeitamos. Conversamos o que tem para conversar, mas nunca tive problemas com ele. Não teve nenhum tipo de discussão ou briga entre os três goleiros”, assegurou Ivan.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook