Jogos do Brasileirão podem não ser transmitidos na TV. Entenda

Duas TVs fechadas disputam a preferência dos clubes do Brasileirão (Foto: Ilustrativa)
Duas TVs fechadas disputam a preferência dos clubes do Brasileirão (Foto: Ilustrativa)

Apesar do controle relativamente completo da Globo sobre os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro ao longo dos anos, uma disputa com outro grupo pode complicar esse cenário a partir de 2019.

Isso porque o canal fechado Esporte Interativo (EI) entrou na disputa por esse acordo com os clubes e restrições contratuais podem impedir a transmissão de vários jogos da competição.

O artigo 42 da Lei Pelé determina que os direitos de transmissão pertencem aos clubes. Porém, para que uma partida vá ao ar, as duas equipes que se enfrentam precisam aceitar os mesmos termos. Portanto, se o Time A estiver acertado com a Globo e o Time B, com o EI, o jogo não pode ser transmitido por ninguém.

Divididos

Segundo alguns cartolas de times da Série A, a Globo conta com 10 equipes já acertadas para 2019, entre eles, Corinthians, Botafogo e Vasco. O EI estaria negociando com a outra dezena de equipes, incluindo Grêmio, Inter, Santos, Fluminense e outros. E detalhe: os valores são mais altos do que os globais.

LEIA MAIS: Goiás fecha com novo fornecedor de material esportivo. Será o mesmo de Fluminense e Atlético-MG

Se, hipoteticamente, Globo e EI obtiverem metade dos contratos da elite do Brasileirão, cada um poderá exibir apenas as partidas que envolvem equipes dentro do seu grupo. Mas tudo isso poderia ser resolvido com acordos de transmissão que envolvessem as duas emissoras. Antes disso, muitas negociações serão desenroladas.

Este imbróglio se refere apenas à TV fechada, em que o domínio é do SporTV, subsidiário da Globo.

Comentários do Facebook