Justiça penhora renda de bilheteria do Vila Nova para quitar dívida

Parte da bilheteria do Vila Nova será penhorada (Foto: Reprodução)
Parte da bilheteria do Vila Nova será penhorada (Foto: Reprodução)

Devido a ação que corre na Justiça, o desembargador Orloff Neves determinou que 30% da renda de bilheteria do Vila Nova sejam colocados em penhora. A medida visa garantir que o clube quite dívidas com a Guardiã Segurança e Vigilância.

A ação foi ajuizada pela empresa e o valor será penhorado até que todos os débitos, que ultrapassam R$ 27 mil, sejam liquidados.

LEIA MAIS: Robston pode ficar de fora do clássico contra o Goiás

De acordo com o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), a empresa prestou serviços segurança patrimonial ao clube entre 2005 e 2008 e não recebeu os pagamentos devidos durante sete meses consecutivos.

Recorrer

O Vila Nova recorreu da decisão e alegou passar por dificuldades financeiras. A defesa do time disse que não pode abrir mão da renda dos jogos, sob risco de não conseguir manter as atividades do clube.

Porém, o desembargador considerou que, como a dívida já se prolonga há anos sem qualquer sinal de que seria quitada pelo clube, a penhora seria justificável.

CONTINUE LENDO: 

Ex-Botafogo, Jobson é preso acusado de estuprar adolescentes de 12, 13 e 14 anos

Ingressos para Vila Nova e Goiás custarão até R$ 100

Comentários do Facebook