Lixo de Goiânia em trânsito

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Lixo de Goiânia em trânsito: desafios da gestão Iris Rezende | Fotos: Reprodução
Lixo de Goiânia em trânsito: desafios da gestão Iris Rezende | Fotos: Reprodução

Lixo de Goiânia em trânsito

Investimentos em saúde, educação, transporte coletivo e infraestrutura jamais deixarão de ser prioridade, mas o prefeito Iris Rezende deve à população de Goiânia uma sacudida geral em duas pastas estratégicas: Comurg e Secretaria Municipal de Trânsito (SMT). Os esqueletos não param de vir à tona, reflexo de má-fé e oportunismo de gestores que por lá passaram. O maior desafio do prefeito será o de sanear os órgãos sem comprometer a operacionalidade e, ao mesmo tempo, contrariar interesses de servidores efetivos e vereadores que lá estabeleceram seus redutos eleitorais. Um bom teste para os 58 anos de vida pública de Iris Rezende.

Lista de Janot não é Brastemp

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot tem cumprido com firmeza a missão de dar encaminhamento aos inquéritos da Operação Lava Jato. Todos os nomes citados, entretanto, já eram conhecidos e trabalham freneticamente nos bastidores para diminuir o ímpeto dos investigadores. Uma das estratégias já foi colocada em prática: discordância entre as versões apresentadas pelos delatores. Nunca é demais lembrar que Janot luta contra o poder e a experiência de agentes políticos que dominam a capital federal desde a década de 1980. Haja fôlego para o chefão da PGR!

LEIA MAIS: Doze bairros de Goiânia devem fica sem água na tarde desta quarta-feira

Maluf e as manguinhas de fora

Todo serelepe por não ver o seu nome entre os 83 investigados na lista de Janot, o deputado federal Paulo Maluf (PP) comemorou a própria “lisura” nas redes sociais. “Nenhuma citação na lista de Janot e nem no mensalão”, ironizou. O bom humor e a simpatia são as características de Maluf mais elogiadas pelos colegas. Um parlamentar goiano se arrisca a dizer que o ex-prefeito de SP teria potencial para virar presidente da Câmara se o seu nome não fizesse parte da lista vermelha da Interpol por tantos recursos públicos desviados no passado. Trocando em miúdos: Maluf é o malandro carismático.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter