Médico canastrão e a gêmea do mal no BBB17

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

BBB17 entra na reta final alicerçado no poder da jovem dissimulada que emparedou dois amigos, justamente aqueles que se julgavam mais inteligentes e preparados | Foto: Reprodução
BBB17 entra na reta final alicerçado no poder da jovem dissimulada que emparedou dois amigos, justamente aqueles que se julgavam mais inteligentes e preparados | Foto: Reprodução

Não sou especialista em BBB, muito pelo contrário, mas o paredão entre o médico Marcos e o advogado Ilmar está pra lá de divertido. E o motivo tem seis letras: Emilly. A queridinha da produção do programa para levar o prêmio de R$ 1,5 milhão justamente por despertar os sentimentos mais antagônicos no público que acompanha a atração. A gêmea é assumidamente egoísta e barraqueira, mas não perde a meiguice da jovem de 20 anos que pede colo minutos depois de pisar na bola.

Poder de manipulação

O diplomata Rômulo foi o primeiro a perceber o poder de manipulação de Emilly no exato momento em que a maioria dos telespectadores aplaudia seu affair com Marcos. O médico canastrão, aliás, gosta de arrotar uma experiência que pouco lhe serviu no confinamento. Chegou dizendo que não precisava do prêmio – por que aceitou participar então? – e depois comprou briga com os demais moradores da casa por um relacionamento que ele sequer valoriza.

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

LEIA MAIS: Paulo Gustavo e o marido iniciam processo para se tornarem pais

Quase um fiasco

Ajoelhar-se aos pés de Rômulo, logo após sua eliminação do programa, e declarar que “não desistia dele” foi a cena mais bizarra protagonizada por Marcos, ignorando os recados da família para que “voltasse às suas origens”. O gaúcho, pelo menos, contribuiu decisivamente para impedir que o BBB17 fosse um fiasco estrondoso, afinal este seria o desfecho caso o programa dependesse do carisma do agente de trânsito Daniel e do jornalista Pedro, entre outros.

Mais desavenças

O BBB17 entra na reta final alicerçado no poder da jovem dissimulada que emparedou dois amigos, justamente aqueles que se julgavam mais inteligentes e preparados. Do lado oposto, o trio Ieda-Marinalva-Vivian sonha com novas desavenças entre os adversários para que o favoritismo de Emilly venha a ser ameaçado. O vencedor do paredão entre Ilmar e Marcos jamais perderá a condição de coadjuvante da gêmea do mal.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter