Político mexicano chama Ronaldinho de “macaco”

O clube condenou a atitude do político
O clube condenou a atitude do político

Ronaldinho Gaúcho fechou contrato com clube Querétaro, do México. Para muitos, foi um marco para futebol do país, porém, nem todos estão satisfeitos. Treviño Núñez, ex-secretário do Desenvolvimento Social de Querétaro, não só criticou a contratação, como também disparou ofensas racistas contra o craque.

Em sua conta do Facebook, o ex-secretário criticou o futebol e o jogador, a quem chamou de macaco. “Eu tento ser tolerante, mas detesto futebol e o fenômeno de alienação que ele produz. Gosto ainda menos quando as pessoas inundam as ruas e atrapalham cidadãos que querem voltar para casa. E tudo para ver um macaco… Brasileiro, mas um macaco. Isso é um circo ridículo”, disse.

O clube condenou a atitude do político, que ganhou destaque em diversos veículos de comunicação pelo mundo. Ele deverá ser denunciado por racismo.

Comentários do Facebook