Repórter da TV Anhanguera sai em viatura da PM de amistoso do Atlético depois de confusão

No último sábado (16/1), o repórter da TV Anhanguera Rafael Sebba precisou de escolta policial para sair do Estádio Antônio Acioly. O jornalista foi agredido por torcedores irritados com seus comentários a respeito do time atleticano.

Confira o vídeo ao lado, que mostra o jornalista saindo de viatura para não ser agredido.

Sebba cobria  partida amistosa do Dragão contra a equipe do Gama (DF) quando foi insultado e ameaçado por torcedores, além de ter recebido vários copos de cerveja atirados em sua direção.

Tudo aconteceu porque o jornalista teria criticado o Atlético e o estádio do time, em Campinas, há muito tempo sem sediar partida alguma.

Para evitar consequências mais graves da já tensa situação, a Polícia Militar escoltou o jornalista na saída do Antônio Acioly dentro de uma viatura.

LEIA MAIS: Wendell Lira teria sido procurado por times da Europa e do Oriente Médio

No vídeo ao lado, gravado com o celular por um torcedor, é possível presenciar o momento em que Rafael Sebba afirma que o clube não deveria mais cobrir o futebol atleticano, ao telefone, provavelmente com alguém da produção da TV.

Boicote

O Atlético vive relação nada amistosa com a imprensa esportiva goiana desde que um dos seus mais importantes dirigentes, Maurício Sampaio, teve seu nome envolvido no assassinato do cronista Valério Luiz.

Muitos veículos de comunicação apoiaram boicote ao time em solidariedade à família de Valério e em defesa de melhores condições de trabalho para os membros da classe jornalística.

Comentários do Facebook