Vídeo mostra torcedores do Goiás obrigados a gritar “Vila” pela PM

'Vila, vila', gritam torcedores do Goiás durante abordagem da PM | Foto: Reprodução
‘Vila, vila’, gritam torcedores do Goiás durante abordagem da PM | Foto: Reprodução

Vídeo que mostra torcedores do Goiás Esporte Clube sendo obrigados a gritarem o nome do rival do clube durante uma abordagem da Polícia Militar repercutiram e geraram polêmica nesta segunda-feira, 9.

As imagens que repercutiram nas redes sociais mostram torcedores com camisas do clube com as mãos na parede enquanto são revistados por PMs.

Veja no vídeo abaixo:

publicidade

Iluminados por sirenes de viaturas policiais, os esmeraldinos são vistos gritando “Vila, vila” sob o escrutínio de agentes da PM.

O caso teria ocorrio durante uma abordagem no Setor Garavelo no último domingo, 8, após a final do Goianão.

PM

Segundo o assessor de comunicação da Polícia Militar, tenente-coronel Marcelo Granja, a corporação tomou conhecimento do fato nesta segunda, 9, e ainda apura o local e a data do ocorrido.

Ele relatou que um Procedimento de Investigação Preliminar (PIP) foi aberto para investigar as circunstâncias em que o vídeo foi filmado.

Confira a nota:

“A Assessoria de Comunicação da Polícia Militar do Estado de Goiás informa que tomou conhecimento do vídeo na data de hoje (09/04) e está verificando dia, horário e local onde aconteceu o fato. Caso seja constatada a veracidade dos fatos, será instaurado um Procedimento Investigatório Preliminar (PIP).”

LEIA MAIS: Goiás tem que perder para mudar o time, diz cantor Zé Felipe

Goiás

O Folha Z entrou em contato com a assessoria de comunicação do Goiás, que, por meio de nota, repudiou o ocorrido e prometeu tomar ações cabíveis por meio da sua assessoria jurídica.

Confira a nota:

“Nota de repúdio

O Goiás Esporte Clube é uma instituição que preza pelo respeito ao ser humano e sua dignidade, em qualquer circunstância.

Por isso, da mesma forma que há poucos dias nos posicionamos contrariamente aos nossos próprios torcedores em razão de confusões ocorridas na cidade de Iporá, repudiamos veementemente a abordagem que se se atribui a alguns homens da Polícia Militar do Estado de Goiás aos torcedores alviverdes no setor Garavelo, em Aparecida de Goiânia, na noite domingo, dia 8 de abril, após a partida que consagrou o Goiás tetracampeão goiano.

De acordo com as imagens que estão sendo veiculadas pela imprensa nacional, os policiais usaram de atitudes degradantes, desrespeitosas e humilhantes durante a abordagem.

Ações como as registradas ontem alimentam o ódio em uma sociedade que carece urgentemente de exemplos de humanidade e respeito, principalmente vindo de policiais, que pertencem a uma instituição que deve ser séria e zelar pelo bem-estar do cidadão.

O Goiás não compactua com nenhum tipo de violência e não irá se calar perante as lamentáveis cenas observadas contra seus torcedores.

Da mesma forma que julgamos ser injusta a generalização para toda a torcida alviverde quando algum de seus integrantes pratica algum ilícito, sabemos que se trata de um ato isolado de um ou outro membro da corporação, que não retrata o pensamento e a conduta da absoluta maioria dos policiais, porém  o departamento jurídico do clube esmeraldino irá tomar as providências cabíveis junto à Corregedoria da Polícia Militar e ao Ministério Público do Estado de Goiás.”

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter