Torcida do Corinthians é condenada a pagar R$ 20 mil por causa de homofobia

Sheik postou em 18 de agosto de 2013 no seu perfil, no Instagram, a imagem dele beijando o amigo Isaac Azar (Foto: Reprodução / Instagram)
Sheik postou em 18 de agosto de 2013 no seu perfil, no Instagram, a imagem dele beijando o amigo Isaac Azar (Foto: Reprodução / Instagram)

Torcedores corinthianos foram condenados a pagar R$ 20 mil por atos homofóbicos cometidos em 2013. A Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania de São Paulo condenou a torcida de futebol Camisa 12  e seu presidente a pagarem multa de R$ 20 mil por se manifestarem de forma discriminatória contra o beijo gay do jogador Emerson Sheik.

Na ocasião, torcedores ameaçaram o atacante  depois que ele postou na internet uma foto dando um “selinho” em outro homem. Irada, a torcida organizada produziu faixas com as frases “Viado não” e “Vai beijar a P.Q.P., aqui é lugar de homem” e as levou ao Centro de Treinamentos do Corinthians.

A decisão de condenar a Camisa 12 e seu presidente à época é de promotores e procuradores que integram a Comissão Processante da Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria.

Comentários do Facebook