Em noite de Wallyson, Vila Nova vence o todo poderoso Flamengo

Com duas pinturas de Wallyson, Vila vence Fla pela primeira vez em sua história o Flamengo
Com duas pinturas de Wallyson, Vila vence Fla pela primeira vez em sua história o Flamengo

Diante de mais de 20 mil torcedores, o Vila Nova venceu o todo poderoso Flamengo do Rio de Janeiro. A partida foi equilibrada. O tigre mostrou mais disposição e vontade. O Flamengo parecia tímido, sem muita criatividade.

A equipe colorada abriu o placar aos 39 minutos do 1º tempo. O camisa 9 colorado Wallyson recebeu bom passe de Moisés, chutou forte e com qualidade marcou um golaço.

Quase na metade do segundo tempo, aos 21 minutos, o Flamengo empata a partida. Adryan veio em velocidade e enxergou muito bem o deslocamento de  Leandro Damião. O atacante não perdoou e sacudiu o gol colorado.

LEIA MAIS: Vila Nova apresenta novos modelos de uniformes para 2017

10 minutos após o empate do Flamengo, o atacante Wallyson – ex-Botafogo, Cruzeiro e São Paulo – recebeu bonito passe e chutou de primeira, marcando uma pintura de gol no Serra Dourada e consolidou a conquista dos donos da casa. Foi a primeira vitória do Vila Nova na história do confronto com o Flamengo. A última vez que as duas equipe se enfrentaram foi quase 40 anos atrás.

O Vila Nova iniciará a sua disputa no Goianão no próximo sábado contra o Atlético (GO) no Estádio Olímpico, às 17 horas. A equipe carioca, por sua vez, abrirá a participação no próximo no estadual diante do Boa Vista, às 19h30.

Ficha Técnica – Vila Nova 2×1 Flamengo

Local – Estádio Serra Dourada, em Goiânia

Árbitro: Bruno Rezende (GO)

Assistentes: Christian Passos (GO) e Adaílton Fernando (GO)

Vila Nova: Wendell; Maguinho, Wesley Matos (Luizão), Brunão e Jonathan (Patrick); PH, Fagner, Marcos Serrato (Everton) e Hiroshi (Moraes Júnior); Moisés (Mateus Anderson) e Wallyson (Vandinho). Técnico: Mazola Júnior.

Flamengo: Alex Muralha (Thiago); Pará (Rodinei), Rever (Juan), Rafael Vaz (Rafael) e Jorge (Trauco); Márcio Araújo (Ronaldo) (Cafu), Willian Arão (Cuéllar), Mancuello (Adryan), Everton (Marcelo Cirino) e Diego (Gabriel); Paulo Guerrero (Leandro Damião). Técnico: Zé Ricardo.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook