Vitor Belfort anuncia última luta da carreira. Entenda

A última luta da carreira de Vitor Belfort será em maio | Foto: Crazy Planet
A última luta da carreira de Vitor Belfort será em maio | Foto: Crazy Planet

Vitor Belfort é um dos grandes nomes brasileiros dentro do UFC/MMA mundial. Ao longo de sua trajetória, Vitor já lutou em diversos eventos e agora em 2018 vai encerrar a sua carreira em um grande evento em maio deste ano.

Esse é um momento histórico dentro do esporte, já que Vitor é uma das lendas do UFC.

Vitor é dono de uma faixa preta em jui-jutsu brasileiro, de uma faixa preta em judô e faixa roxa em karatê shotokan, atividade que veio praticando somente nos últimos anos.

publicidade

Em toda a sua vida, ele sempre contou com uma excelente estrutura corporal, o que favoreceu o seu desenvolvimento dentro da luta e com uma grande vontade de vencer. Além disso, o estudo das artes marciais o deixou mais focado para conseguir canalizar sua força e sua energia de forma a vencer os seus oponentes em nocautes.

Como foi a carreira do Vitor Belfort dentro do UFC/MMA?

Dentro do UFC/MMA há mais de 20 anos, Vitor é ex-campeão do peso-pesado (UFC 12) e ex-campeão do peso-meio-pesado (UFC 46). Além disso, ele lutou contra grandes nomes do esporte obtendo vitórias, entre eles: Scott Ferrozzo, Randy Couture e Rich Franklin.

LEIA MAIS: ‘Jogaria pela seleção da Itália’, diz Gustavo Busatto a novo quadro do FZ

Vitor tem 26 vitórias em 40 lutas durante sua carreira. O seu apelido dentro da competição é “O Fenômino” devido ao fato de ter sido o mais jovem lutador da história a vencer o UFC com apenas 19 anos.

Em 1997 contra Scott Vitor ganhou o cinturão de peso-pesado e em 2004 contra Randy, Vitor ganhou o cinturão de meio-pesado. Uma das pessoas por de trás do sucesso de Vitor é Carlson, o qual via o UFC como um negócio e queria empreender no segmento.

Ele foi o responsável por levar Vitor para os Estados Unidos, o que deu base para que ele se tornasse um lutador com tantas vitórias. O Carlson foi o primeiro a dizer que Vitor seria um fenômeno, isso porque Vitor estudava todos os tipos de artes marciais e se dedicava para ser o mais variado do segmento

A luta que encerrará a carreira de Vitor: UFC 224

A luta de encerramento e aposentadoria de Vitor dentro do UFC/MMA acontecerá no dia 12 de maio contra o também brasileiro Lyoto Machida no Rio de Janeiro.

A luta entre os dois será o evento principal e disputará o cinturão peso médio. Vitor já estava querendo se aposentar desde janeiro 2018, mas a luta prevista contra Uriah Hall foi cancelada devido a um problema de saúde de seu opositor, mas que acabou sendo uma oportunidade de terminar onde tudo começou, no Brasil.

No dia 11 de Março, Vitor estava com 40% de chances de ganhar, mas isso não é o mais importante para ele neste momento. A luta com Lyoto está rodeada de grandes emoções já que Vitor declarou o seu profundo respeito à sua amizade com seu oponente e também com toda a nova geração de lutadores.

Vitor Belfort afirma que para ele é importante encerrar sua carreira com uma mensagem relevante tanto para o esporte, o público e os atletas e a sua mensagem é de respeito, acima de tudo. Ele está orgulhoso do trabalho que realizou dentro do UFC.

Momento marcantes da carreira de Belfort: altos e baixos

Dentro de sua carreira, Vitor teve vários momentos altos e baixos. Vamos relembrar alguns desses momentos. O fato de ter começado como um garoto prodígio ficou ainda mais marcante na luta contra Wanderlei Silva em 1998.

O Vitor com sua famosa sequência de socos avassaladores ganhou em nocaute com apenas 44 segundos de luta. Esse foi um dos pontos mais altos da carreira de Vitor.

Já em um dos pontos mais baixos da carreira de Vitor está sua luta contra Anderson Silva, o qual deu um golpe no queixo de Vitor o derrubando em segundos. Essa foi uma luta que ficou marcada na história do MMA.

Vitor também já teve problemas com doping em duas ocasiões dentro do UFC, os quais marcaram negativamente o lutador, mas nunca o suficiente para tirar o seu mérito dentro da história do UFC.

Vitor começou quando o UFC também estava começando e os dois foram responsáveis pelas evoluções das competições em artes marciais. É inegável o legado de Vitor neste esporte e o quão marcante esta luta em maio vai ser dentro do mundo do UFC e do esporte em geral.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter