Walter deve ser demitido por justa causa até segunda

Atacante Walter deve ser demitido por agressão a colega durante treino | Foto: Rosiron Rodrigues
Atacante Walter deve ser demitido por agressão a colega durante treino | Foto: Rosiron Rodrigues

Após uma semana de incerteza e deliberação nos bastidores do Goiás Esporte Clube, a situação do atacante Walter está perto de um desfecho. Segundo o presidente do clube, Sérgio Rassi, o jogador deve ser demitido por justa causa até a próxima segunda-feira.

Water está afastado dos treinamentos desde o último sábado, 25, desde que desferiu uma cotovelada no colega de time Matheus, goleiro formado nas categorias de base do time.

“A comissão está evoluindo em seus trabalhos. Ontem (quinta-feira, 2) o atleta foi ouvido. Todas as testemunhas também já deram seu depoimento sobre o episódio. Tudo caminha para uma demissão por justa causa”, disse Rassi ao “Globo Esporte” nesta sexta.

LEIA MAIS: Goiânia sedia a abertura do Campeonato Brasileiro de Stock Car 2017

Depoimento

Ainda segundo o cartola, o depoimento de Walter não suficiente para fazer com a diretoria mudasse de ideia a respeito da sua demissão. “Ele teve a chance de se arrepender, mas não o fez. Na minha visão, o melhor seria uma rescisão amigável, com o atleta sendo direcionado a um outro clube sem a mácula de uma demissão por justa causa. Mas isso depende de outros detalhes que, por ora, não estão acertados”, afirmou.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook