Ativista denuncia que João de Deus escravizava jovens para vender bebês

MP-GO vai apurar denúncia de que garotas carentes de 14 a 18 anos teriam sido obrigadas a gerar crianças, que depois seriam vendidas por até 50 mil dólares no exterior

Ativista denuncia tráfico de bebês realizado por suposta quadrilha ligada a médium João de Deus | Foto Marcelo Camargo / Agência Brasil
| Foto Marcelo Camargo / Agência Brasil

Mais uma denúncia contra João de Deus será apurada pelo Ministério Público de Goiás.

Dessa vez, a suspeita é de que o médium tenha feito parte de uma rede internacional de tráfico de bebês por 2 décadas.

A informação foi trazida à tona pela ativista Sabrina Bittencourt, que participou ativamente das denúncias de abuso sexual.

Ela prestou depoimento ao Ministério Público de São Paulo. O MP-SP encaminhou o relato ao órgão em Goiás.

Explosão de Ofertas Tatico – 300×250

US$ 50 mil

Em vídeo publicado em suas redes sociais, Sabrina diz que jovens de 14 a 18 foram feitas escravas sexuais e obrigadas a gerar e entregar seus filhos.

Elas seriam de Abadiânia e de Anápolis.

Amig@s e REDE! Precisamos que tod@s vocês COMPARTILHEM este vídeo nos seus feeds e marquem pessoas de Goiás e norte de MG. Estamos investigando de forma independente, apartidária, imparcial e neutra, os outros crimes de João Teixeira e sua quadrilha. Com o fim de colaborar com a Polícia Federal, FBI e Polícia Internacional da União Europeia, na identificação das rotas de fuga de tráfico de bebês e escravidão sexual das mulheres que sistematicamente foram obrigadas e coagidas a parir e entregar estes bebês. Eles são levados em geral, por guias turísticas espirituais (mas também por funcionários/as e quadrilha) para EUA, Europa e Austrália e vendidos por 20 a 50 mil dólares.Nós garantimos anonimato absoluto e graças ao respeito da identidade de vítimas de abusos, ex-funcionárias, cidadãos de Abadiânia, Anápolis e MG, conseguimos alcançar de forma pacífica e organizada, o encaminhamento às autoridades competentes e imprensa de confiança, dados que culminaram na prisão temporária para julgamento de João de Deus.Agradeço o apoio e sinto informar a alguns desavisados "shanti-shanti", que isto é um mundo REAL do qual a maioria aqui não está acostumada a tratar. O Brasil é um dos principais países que desaparecem com crianças, traficam pessoas e tem um mercado lucrativo que deixa cada vez ricos mais ricos e pobres mais pobres. ———————————————————-OBS: NAO TENHO MEDO DE "PROCESSO" DE BANDIDOS E NEM AMEAÇA DE MORTE. SEJA POR PARTE DE MATADORES, POLÍTICOS, ADVOGADOS OU CÚMPLICES! sa.bittencourt@protonmail.com coamebr@pm.me❤️🙏

Posted by Sabrina de Campos on Friday, January 4, 2019

Ela ainda afirma ter contato em 3 continentes com mulheres que adotaram essas crianças.

Segundo a ativista, os bebês eram vendidas por até 50 mil dólares na Europa.

“Eles são levados em geral, por guias turísticas espirituais para EUA, Europa e Austrália e vendidos por 20 a 50 mil dólares”, disse.

Vídeos: Policiais ficam perplexos com o que encontram na casa de João de Deus


Acompanhe tudo que acontece em Goiás seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook